Existe um peso ideal para fazer uma cirurgia plástica?

Essa é uma pergunta frequente quando se deseja realizar um procedimento de cirurgia plástica, especialmente dos pacientes que estão acima do peso. A maioria dessas pessoas acredita que a cirurgia será suficiente para alcançar a aparência desejada. Não existe nenhuma regra ou protocolo oficial firmado sobre qual é o peso ideal para fazer uma cirurgia plástica. Entretanto, é consenso entre os especialistas que os resultados são melhores quando a pessoa está próxima do seu peso ideal e que pacientes obesos estão sujeitos a mais riscos quando submetidos à cirurgia.

Considerações sobre o peso ideal para fazer uma cirurgia plástica

O cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) pode constatar se a pessoa está dentro do peso considerado ideal de acordo com sua altura, mas não é sinônimo de saúde em dia. Por isso, o cirurgião plástico pode levar em conta outros fatores ao avaliar as condições de um paciente: sexo, idade, condicionamento físico e estrutura corporal. Ou seja, independentemente do resultado do IMC (exceto caso ele se enquadre em obesidade), as condições gerais de saúde são sempre avaliadas para tomar a decisão de realizar ou não um procedimento.

A cirurgia plástica não tem o emagrecimento como propósito em nenhum de seus procedimentos. O objetivo é sempre a melhora do contorno e do aspecto corporal. É importante salientar que o corpo a ser melhorado é aquele que o paciente efetivamente tem, e não aquele que ele gostaria de ter.

Portanto, há alguns fatores a serem considerados sobre o peso ideal para fazer uma cirurgia plástica:

  • A obesidade ou o sobrepeso são fatores de risco em qualquer procedimento cirúrgico, pois podem elevar o risco cardiovascular, dificultar a anestesia e complicar a cicatrização, uma vez que a gordura em excesso tensiona a pele e os tecidos. Para um bom resultado, o ideal é que haja sobra de pele suficiente na realização de procedimentos que envolvam a sua retirada, como a abdominoplastia;
  • Quando uma paciente que está acima do peso se submete a uma cirurgia, há perda dos resultados caso ela reduza o peso após o procedimento (ocorre com a cirurgia para levantamento das mamas, por exemplo). Por outro lado, se houver ganho de peso, pode haver alargamento das cicatrizes e formação de estrias; Dizemos ao paciente que variações acima de 5 kg para mais ou para menos causarão alterações no resultado é que após o emagrecimento definitivo, ajustes nas áreas operadas podem ser necessários caso advenham algum incomodo.
  • Nos procedimentos que retiram gordura, existe a ilusão de que isso, por si só, reduzirá o peso. A REDUÇÃO DE PESO MÁXIMA POSSÍVEL É DE 7  % DO CORPORAL. Em uma abdominoplastia, por exemplo, pode-se aspirar a gordura localizada e retirar o excesso de pele, e mesmo assim o peso da paciente continuará acima do ideal. Existem limites de quantidade de gordura a ser retirada a fim de garantir a segurança da paciente, já que também ocorre perda sanguínea durante a cirurgia. Tratar a gordura localizada não significa necessariamente emagrecer.
  • O grande objetivo da cirurgia quando realizada em pacientes no sobre peso é melhorar o contorno corporal com procedimentos que tenham o maior impacto visual e na auto estima desse paciente (ex: mamas muito grandes e avental abdominal). O procedimento trará um alívio corporal, um impacto visual e espera-se que esse estímulo seja utilizado pelo paciente como propulsor para uma melhora na qualidade da alimentação e para a prática regular de exercício físico.

Em resumo: nem todo mundo precisa emagrecer para realizar uma cirurgia plástica. O peso ideal é aquele que a paciente vai manter com mais facilidade (para evitar oscilações e a consequente perda dos resultados alcançados).

Tais procedimentos requerem equipe preparada e acostumada com os mesmos para que tudo saia como esperado.

Por isso, mais do que simplesmente recorrer à cirurgia plástica, uma pessoa que queira emagrecer deve buscar um tratamento multidisciplinar, que envolva uma dieta equilibrada e a prática de atividades físicas. O procedimento cirúrgico será a última etapa desse processo, como forma de aperfeiçoar os contornos do corpo — resultados que, por sua vez, precisarão de manutenção por parte da paciente.

Fique por dentro de outros materiais disponíveis.

Saiba mais sobre:

Lipoaspiração

Fique por dentro de outros materiais disponíveis.

Saiba mais sobre:

Lipoaspiração
Realize seu Sonho
Realize seu Sonho